• Gustavo Nunes

Saiba tudo sobre o Joanete

Atualizado: Set 14


O que é?

O Hálux Valgo, popularmente conhecido como Joanete, consiste em deformidades angulares do Hálux: é um desvio lateral do dedão do pé (para dentro, em direção ao segundo dedo), associado a um desvio medial do osso metatarso. Desta maneira a região da cabeça do primeiro metatarso fica mais proeminente sofrendo atrito nos calçados que causam dor, vermelhidão e desconforto.


O joanete pode evoluir com um aumento de volume deste local causada pela formação de uma exostose óssea e bursite da cabeça do metatarso.


Quais as causas?

Existem basicamente 3 causas:

1.- Fatores genéticos / hereditários: é um dos principais fatores, especialmente nos pacientes mais jovens.

2.- Fatores anatômicos individuais: aqueles que possuem um formato egípcio dos pés ( primeiro dedo ou “dedão” maior que os demais), pés planos ( pés sem o arco plantar ), frouxidão ligamentar entre outros.

3.- Uso de calçados inadequados: Os sapatos de bico fino em formato de V apertam os dedos e causam um desvio lateral do hálux contra os dedos menores. O uso destes calçados ao longo da vida danifica e afrouxa alguns ligamentos que predispõem ao aparecimento desta deformidade.


O Joanete dói?

Como já explicado o joanete é uma deformidade na qual a região medial do pé se torna mais proeminente. Ela pode doer e inflamar com o atrito nos calçados. Além de inflamar este local pode se tornar mais sensível pois existe um nervo sensitivo nesta região que começa a ser comprimido.

Outro problema é que com a progressão do Joanete ocorre um desequilíbrio do pé. O peso corporal passa a se concentrar nos dedos menores e estes também começam a evoluir com deformidades (dedos em garra, dedos cruzados entre outras) e evoluir com uma metatarsalgia (dor e calosidade na planta do antepé).


Pode aumentar com o tempo?

Sim , infelizmente é uma deformidade progressiva que pode piorar em médio a longo prazo.


Como evitar a evolução do Joanete?

A principal medida que ajuda a retardar a evolução do joanete é com o uso de calçados ortopédicos. Deve-se usar calçados mais quadrados e largos que acomodem todos os dedos confortavelmente.


Como é o tratamento conservador? (Não cirúrgico)

O tratamento conservador é uma medida paliativa. Ela não corrige a deformidade. O objetivo desta abordagem é dar um conforto e alivio dos sintomas.

A medida mais importante é o uso de calçados ortopédicos com câmara anterior larga e profunda,( bico quadrado).

Existem algumas órteses que podem gerar algum alívio enquanto elas são usadas. É muito importante destacar que essas órteses NÃO CORRIGEM O JOANETE!!! Elas podem gerar algum conforto enquanto são usadas.


Como corrigir o Joanete?

Não há outra forma de corrigir o joanete senão a cirurgia.

Atualmente existem técnicas minimamente invasivas realizadas através de incisões milimétricas que proporcionam uma ótima correção atrelados a um pós operatório mais confortável e recuperação mais rápida



Quando devo operar o Joanete?

Não existe uma resposta correta para esta pergunta. O tratamento do joanete é individualizado de acordo com as queixas e características de cada paciente.

​O fato é que a única medida capaz de tratar a causa e corrigir a deformidade/joanete é a cirúrgica.


Mesmo assim indicamos a cirurgia apenas para aqueles com dor, dificuldade de calçar calçados fechados e limitação das atividades diárias que não estão melhorando com as medidas de tratamento mais simples. É muito importante conversar bastante com o seu médico sobre as vantagens e desvantagens de cada tratamento!!!

Basicamente devemos avaliar os fatores listados abaixo:

​O uso de calçados corriqueiros para o dia a dia se torna impossibilitado pelo desconforto;

  • O uso de calçados confortáveis e largos já não proporcionam mais alívio da dor

  • Há perda da mobilidade do “dedão”;

  • Há o encavalgamento dos dedos

  • A prática de atividades físicas é dificultada pela dor;

  • Os dedos menores passam a ser um problema, em decorrência da deformidade no dedo maior (dedão);

  • A deformidade se torna progressiva, independentemente das mudanças de hábitos.

O Joanete pode voltar após a cirurgia?

Essa é uma crença antiga que se mantem até hoje. Antigamente as técnicas cirúrgicas e de fixação do osso eram outras, favorecendo o retorno após a cirurgia de correção do joanete. Atualmente dispomos de novas técnicas e instrumentais cirúrgicos que,

se adequadamente escolhidos e individualizados para cada tipo de paciente/joanete, oferecem um risco de recidiva menor do que 3-4%, conforme os trabalhos na literatura médica.

O pós operatório é muito doloroso?

Existe também um mito de que a cirurgia é muito dolorosa e o paciente não pode pisar durante muito tempo. Isto mudou muito com as técnicas cirúrgicas minimamente invasivas. Atualmente os pós operatório é mais confortável e os pacientes podem apoiar o pé imediatamente. após a cirurgia usando uma sandália ortopédica.


Existem complicações?

Apesar das taxas de complicações serem muito pequenas elas podem ocorrer em qualquer cirurgia ( infecção, recidiva, problemas com material de síntese)

O mais importante para evitar uma complicação é um diagnóstico correto e indicação precisa da técnica cirúrgica utilizada para o tratamento. Devido a isso é ideal que o paciente consulte com um profissional especialista na área

23 visualizações0 comentário
whatsapp-logo-1_edited.png